Arquivos do blog

Fórum discute cultura de segurança no trânsito sobre duas rodas

11/07/2013 Por:

Acontece hoje, no Rio de Janeiro, a abertura do Congresso Internacional de Traumatologia – XXVI ORTRA INTERNACIONAL – com o Fórum Segurança no Trânsito Sobre Duas Rodas. O evento tem como objetivo promover a discussão em torno do tema, com a presença de palestrantes como Carlos Ferreira, Presidente da Federação de Motoclubes do Rio de Janeiro, Dra. Marta Silva, do Ministério da Saúde, Dr. Marcos Musafir, Presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, José Aurélio Ramalho, Presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária, deputado Hugo Leal, Presidente da Frente Parlamentar do Trânsito Seguro e Dr. Sergio Franco.

Este é um assunto que merece atenção especial. De acordo com dados divulgados pela Seguradora Líder DPVAT, o número de indenizações pagas por morte de motociclistas, de janeiro a março deste ano, representou 40% dos 14.349 benefícios concedidos no período. Embora as motocicletas representem apenas 27% da frota nacional, no primeiro trimestre de 2013, foram responsáveis por 70% das indenizações pagas. Ao passo que os automóveis, que representam a maior parte da frota de veículos (60%), foram responsáveis por 24% das indenizações no mesmo período.

Dados divulgados pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP aumentam ainda mais a discussão sobre itens de segurança obrigatórios para os motociclistas. O número de amputados em decorrência de acidentes de trânsito teve um aumento de 100% de 2011, quando foram registrados 13 casos, para 2012, em que houve 26 amputações. A maioria dos casos que acaba em amputação está relacionada a acidentes com motos, cerca de 80%. Os membros mais atingidos neste tipo de acidente são os inferiores.

Claramente os motociclistas são os que mais sofrem com a violência no trânsito. Por isso, discutir sobre os riscos e benefícios desse meio de transporte se faz tão necessário, para que sejam colocadas em prática algumas medidas que podem ajudar a diminuir esses números, tanto de conscientização para uma condução mais segura quanto de mudanças na legislação.

Indenizações pagas pelo Seguro DPVAT em 2012 crescem quase cinco vezes mais que o aumento da frota de veículos

28/02/2013 Por:

A Seguradora Líder DPVAT acaba de divulgar o balanço com as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT de janeiro a dezembro de 2012. No período, foram contabilizadas 507.915 indenizações pagas por morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares, representando um aumento de 39% em relação ao ano de 2011. O crescimento do número de indenizações em 2012 foi superior ao aumento da frota, que ficou em  7,9%, quando comparado com 2011, chegando a 74,4 milhões de veículos.

Para a Seguradora Líder DPVAT, administradora do seguro no país, o aumento acentuado das indenizações pagas é impulsionado pelo crescimento de pedidos de invalidez permanente, além de um maior conhecimento da população sobre o acesso ao benefício. “A quantidade de pessoas que recebem a indenização por invalidez permanente aumentou principalmente devido ao alto número de motociclistas que estão muito mais expostos aos impactos de um acidente. Também temos realizado uma série de campanhas educativas para a população brasileira sobre o direito ao Seguro DPVAT. A Seguradora expandiu os locais de atendimento para a vítima dar entrada no pedido de indenização com a parceria com os Correios”, afirma o diretor-presidente da Seguradora, Ricardo Xavier.

Embora representem 27% da frota nacional de veículos, as motocicletas foram responsáveis por 69% das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT em 2012. Nestes casos, 72% das vítimas são os próprios motociclistas.  Os automóveis, que respondem por 60% da frota nacional de veículos, foram os responsáveis por 25% das indenizações pagas em 2012. Para os acidentes indenizados ocasionados por automóveis, 52% das vítimas foram pedestres. De todas as indenizações pagas em 2012, 58% dos beneficiários foram os motoristas.

O perfil das vítimas que receberam indenização permaneceu estável. A grande maioria é composta por homens de idades entre 18 e 34 anos, representando 40,97% Os homens representaram 77% das indenizações pagas. A maior incidência das vítimas de ambos os sexos foram os motoristas, totalizando 58% sendo 45% destes, do sexo masculino.

 O Nordeste foi a região com maior quantidade de indenizações do Seguro DPVAT – 29%, quando comparado com as outras regiões. A liderança se deve aos acidentes com motocicletas que totalizaram 65% dos pagamentos. A região Sul vem logo a seguir com 28%.

Os dados acima só reforçam o cenário da violência no trânsito brasileiro, que mata mais que muitas guerras, doenças e epidemias, além de deixar pessoas inválidas e famílias marcadas para sempre. Precisamos mudar essa realidade.

Feliz Natal, queridos leitores!

24/12/2012 Por:

Noite feliz, noite de paz.

Desejamos paz na vida, paz no trânsito.

Ano novo, novos caminhos.

Desejamos que todos os caminhos os levem e os tragam de volta para sua família.

FELIZ NATAL e um próspero ANO NOVO!

 

Abraços da Equipe DPVAT

Domingo foi dia de homenagear as vítimas de trânsito

22/11/2012 Por:

O último domingo, 18, foi um dia para relembrar a memória de todos os amigos e familiares que perderam a vida em decorrência da violência no trânsito. Antes de mais nada, o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito, que ocorre sempre no terceiro domingo de novembro, foi uma celebração à vida! Foi com muita emoção que pais, mães, avós, filhos, irmãos e amigos compareceram aos eventos que marcaram a data em São Paulo e Rio de Janeiro.

Na capital paulista, diversos shows, que variaram desde música sertaneja à nordestina, marcaram os festejos no Parque da Juventude.  O início da celebração foi feito após um ato ecumênico em que lideranças religiosas deixaram suas palavras de paz e esperança para os familiares e os amigos das vítimas.  Atividades educativas também foram oferecidas ao público. Uma escolinha de trânsito fez a alegria das crianças que andavam de bicicleta pelo parque. Na minipista que foi montada, os pequenos tiveram a oportunidade de aprender as noções básicas para tornar o trânsito mais seguro e humano. Em um quiosque, a Polícia Militar de São Paulo ofereceu um curso de conscientização no trânsito. A Seguradora Líder DPVAT, que foi uma das empresas apoiadoras do evento, distribuiu adesivos relativos à Década de Segurança no Trânsito no local.

Um dos momentos mais emocionantes do evento foi quando o presidente da ONG Trânsito Amigo, Fernando Diniz, e a diretora-presidente do Instituto Paz no Trânsito, Christiane Yared, ambos pais de vítimas, contaram suas dramáticas experiências e como os respectivos lutos foram transformados em luta!  Ao final, a banda da Polícia Militar de São Paulo fez o show de encerramento do evento na capital paulista.

Rio de Janeiro – Na Cidade Maravilhosa, as festividades do Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito ocorreram no Morro do Adeus, no Complexo do Alemão. A ação, que também contou com apoio da Seguradora Líder DPVAT, foi marcada pela diversidade de apresentações artísticas e uma série de serviços oferecidos à população, como, por exemplo, exames preventivos do câncer de mama, de glicemia e de hipertensão. O presidente do Detran-RJ, Fernando Avelino, e representantes de diversos segmentos religiosos também participaram do evento carioca.

As manifestações artísticas fizeram a alegria da comunidade. Atrações como a Orquestra Juvenil Mobilidade Sonora, da Fetranspor, e o Coral Canta Detran, do Detran-RJ, brindaram o público com músicas que variaram desde versões populares até clássicos de Mozart. Para a criançada, o ponto alto da festa foi a apresentação da Companhia Circense Marcos Frota.

Como um dos objetivos das festividades era celebrar a vida, o encerramento do evento no Rio de Janeiro não poderia ter sido mais emblemático. Simbolizando a união pela vida, uma muda de Ipê foi plantada no Morro do Adeus. No encerramento, foram lançados ao ar balões com sementes representando a importância de um mundo mais sustentável!

Lembre-se, você é peça fundamental para transformar as ruas e as estradas em lugares seguros. Dirija com responsabilidade sempre!

O Seguro DPVAT é um direito seu! Fique atento!

29/10/2012 Por:

Todos os cidadãos, em qualquer parte do Brasil, sejam eles motoristas, passageiros ou pedestres têm direito ao Seguro DPVAT, que oferece três tipos de coberturas: morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médico-hospitalares comprovadas (DAMS). E o prazo para fazer o pedido de indenização é de 3 anos a contar da data do acidente.

A cobertura do Seguro DPVAT não inclui o arranhão do carro e outros prejuízos materiais. Ele é um seguro que indeniza e reembolsa pessoas envolvidas em acidentes de trânsito, estejam elas dentro ou fora do veículo, como motoristas, passageiros e pedestres.

É importante frisar que pedir, acompanhar e receber o Seguro DPVAT são serviços gratuitos e existem postos de atendimento autorizados em todo o país para que você mesmo possa fazer o requerimento de indenização, que é liberado em até 30 dias, após a documentação estar completa.  Não é necessária a participação de qualquer intermediário, que cobrará pelo serviço.

Todas as informações sobre o Seguro DPVAT  você pode obter no site, bem como consultar a lista dos postos de atendimento: http://www.dpvatsegurodotransito.com.br/

Seguradora Líder – DPVAT amplia parceria com os Correios para mais cinco estados

22/10/2012 Por:

No dia 17 de outubro, a Seguradora Líder – DPVAT anunciou a terceira fase da parceria com os Correios, iniciativa que facilita o acesso de cidadãos de mais cinco estados brasileiros.  Agora, com a parceria, Minas Gerais passou a ter, no total, 1.045 pontos de atendimento; Rio Grande do Sul, 616; Santa Catarina, 377; Goiás, 297 e Pará, 187, foram os contemplados.  Com os novos pontos de atendimento a Seguradora Líder – DPVAT passa a disponibilizar a toda a população 4.760 pontos de atendimento em todo o Brasil.  Isso faz com que o benefício esteja cada vez mais ao alcance do cidadão, onde quer que ele esteja. A estratégia de ampliar os pontos de atendimento, além de se aproximar dos beneficiários, também visa combater a atuação dos intermediários, visto que, para dar entrada no pedido de indenização, a própria vítima ou um familiar (em caso de óbito) pode solicitar o Seguro DPVAT.

Para dar entrada no pedido de indenização através dos Correios é simples:

- Informe-se sobre a documentação necessária pelo telefone 0800 022 12 04 ou através do site www.dpvatsegurodotransito.com.br;

- Dirija-se a uma agência dos Correios mais próxima em um dos Estados participantes levando a documentação recomendada (nos demais Estados, consulte a rede de atendimento através do site);

- Guarde o comprovante de envio fornecido pelos Correios;

- Em até 30 dias da data da entrega da documentação completa, o pagamento das indenizações é feito por meio de crédito em conta corrente ou conta poupança da vítima ou de seus beneficiários.

A parceria com os Correios, pela importância e impacto na sociedade, foi destaque nas principais mídias destes cinco estados e também na imprensa nacional.

Você pode acompanhar a notícia nos vídeos divulgados nos canais abaixo:

Bom Dia Brasil (Rede Globo):

http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-brasil/v/vitimas-de-acidentes-de-transito-podem-solicitar-o-seguro-dpvat-nas-agencias-dos-correios/2193304/

Jornal Hoje (Rede Globo).

http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2012/10/indenizacao-do-dpvat-ja-pode-ser-pedida-pelos-correios.html

Excesso de velocidade: uma arma contra a vida

18/09/2012 Por:

Um dos maiores problemas para a segurança viária é o excesso de velocidade. Muitos condutores ultrapassam o limite de velocidade estabelecido para as vias, aumentando a chance de que ocorram graves acidentes.

De acordo com dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal, entre janeiro e abril desse ano, foram registrados 60.974 acidentes, sendo 2.123 com mortes e 20.773 com feridos. E a alta velocidade dos condutores é uma das principais causas desses números elevados.

Dados da Seguradora Líder DPVAT apontam que só no primeiro semestre deste ano, 216 mil indenizações  do Seguro DPVAT foram pagas a pedestres, motoristas e passageiros em todo o Brasil para casos de morte, invalidez permanente e despesas médicas, um aumento de 31% em relação ao mesmo período do ano passado. E o perfil da maioria das vítimas de acidentes de trânsito indenizadas é de homens, motoristas, com idades entre 25 e 34 anos.

A velocidade dos veículos tem um papel determinante no tempo de reação do motorista, dos pedestres e, consequentemente, na violência do acidente que pode vir a acontecer. É preciso que carros, motos e caminhões respeitem os limites das vias. Apesar de já haver medidas para controlar o excesso dos condutores, como a instalação de radares nas estradas, o mais importante é que haja uma conscientização maior sobre os riscos que assumimos quando dirigimos o veículo em alta velocidade.

Vamos aproveitar a Semana Nacional do Trânsito para refletir sobre nossas ações e divulgar a importância de colocar a segurança sempre em primeiro lugar enquanto dirigimos.

E lembre-se sempre : ‘Não Exceda a Velocidade. Preserve a Vida!’ 

DPVAT indeniza mais de 216 mil casos de acidente no 1º semestre de 2012

27/08/2012 Por:

Homens, motoristas, com idades entre 25 e 34 anos. Esse é o perfil da maioria das vítimas de acidentes de trânsito no Brasil indenizadas pelo Seguro DPVAT no primeiro semestre de 2012. Só neste semestre, 216 mil indenizações foram pagas a pedestres, motoristas e passageiros em todo o Brasil, um aumento de 31% em relação ao mesmo período do ano passado. A maioria dos casos indenizados, 142.998 (66%), resultou em invalidez permanente da vítima. Outras 29.770 pessoas morreram após envolvimento em acidentes de trânsito e 43.382 reembolsos de despesas médicas e hospitalares foram pagos para casos menos graves.

Por categoria de veículo, acidentes com motocicletas representaram 69% das indenizações, e acidentes com automóveis, 25%. Os demais casos foram referentes às categorias caminhão, ônibus e micro-ônibus.  Apesar de os motoristas representarem 59% das indenizações, seguidos pelos pedestres (24%) e passageiros (17%), esse panorama muda se observada a acidentalidade dos envolvidos por categoria de veículo.

“O motociclista, naturalmente mais suscetível, é a grande vítima das motos. Já os pedestres são mais atingidos por carros, caminhões e ônibus”, afirma o diretor-presidente da Seguradora Líder DPVAT, Ricardo Xavier.

Feliz Dia do Motociclista!

26/07/2012 Por:

Amanhã, dia 27 de julho, é comemorado o Dia do Motociclista. Para muitos, ser um motociclista é muito mais do que somente andar de moto pelas ruas. É um estilo de vida. A relação com o veículo é muito próxima e, muitas vezes, eles possuem uma filosofia e hábitos próprios. Também é hábito de alguns motociclistas se reunirem para passeios e viagens.

Mas essa também é uma data para reforçar a conscientização sobre direção segura. Segundo dados da Seguradora Líder DPVAT, no primeiro trimestre desse ano, a motocicleta representou a maior parte das indenizações, chegando aos 69%. O período de maior incidência foi o anoitecer, entre as 17h e 20h, seguido pela tarde, período entre 13h e 17h.  Das indenizações pagas, 71% foi por  invalidez permanente, 8% por morte e 21% por despesas médicas e hospitalares. A maior incidência de vítimas em acidentes com motocicletas são os motoristas.

Além de parabenizar os motociclistas por essa data especial, é importante que todos estejam atentos às questões de segurança, para que as motos não estejam mais em posição de destaque no cenário de acidentes no país. Andar de moto pode ser prazeroso e muito prático, se a direção for segura e as normas de trânsito respeitadas.

Parabéns a todos os motociclistas do Brasil!

Livro conta histórias de vítimas da violência no trânsito

12/07/2012 Por:

O lançamento do livro “Seguindo a Estrada – trajetórias de perdas repentinas/precoces no trânsito”, organizado pela psicóloga Maria José da Silva Amaral, foi lançado no último sábado, dia 7 de julho, na Livraria do Café do Shopping da Gávea, no Rio de Janeiro. Editado pela Escola Nacional de Seguros (Funenseg) e viabilizado pela Seguradora Líder DPVAT, o livro reúne depoimentos de sobreviventes e familiares de vítimas de acidentes de trânsito, inclusive da própria autora do livro, que perdeu a filha de quatro anos e a mãe atropeladas.

Após o ocorrido, Maria José fundou o Núcleo de Apoio às Vítimas de Trânsito (Navi), que funciona no Detran do Rio de Janeiro e já atendeu a cerca de 12 mil pessoas, realizando encontros entre vítimas de acidentes de trânsito, doações de instrumentos para reabilitação, orientação legal e participação em eventos e campanhas voltados para a redução de acidentes e educação no trânsito.

“Com o passar do tempo, verifiquei que há muito pouca literatura voltada especificamente para sensibilização e conscientização sobre acidentes de trânsito e suas consequências. Sugeri, então, que iniciássemos o recebimento dos relatos das vítimas de trânsito e os incluíssemos em um livro”, explica a autora.

Parte da renda obtida com a venda do livro, que custará R$ 20, será destinada às vítimas de trânsito do Projeto “Encontro Solidário de Amigos Vítimas de Trânsito”. O exemplar pode ser adquirido na Livraria do Café.

Moradores de outros estados podem adquirir um exemplar através do email: majosia@ig.com.br.