Arquivos do blog

Exame toxicológico revolucionário vai ajudar a reduzir acidentes

29/02/2016 Por:

exame_toxicoologico

A partir de 02 de março será obrigatório o exame toxicológico de larga janela, conhecido como teste do cabelo, que permite detectar se o indivíduo fez uso de drogas nos últimos 90 dias.

A obrigatoriedade do exame será inicialmente na renovação ou adição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para as categorias C, D e E, que normalmente são utilizadas por profissionais do transporte de cargas e passageiros. Além disso também será necessário na admissão e na rescisão.

Diferente do uso por lazer, na maioria dos casos, os motoristas profissionais sucumbem a tentação do uso de anfetaminas e mais recentemente cocaína, para sobreviver, ou seja, para não perder o frete ou o emprego.Evidente que não são todos e a maioria não usa, mas o percentual dos que utilizam drogas vem aumentando sensivelmente. Isso prejudica a saúde de quem usa, compromete a segurança de todos os que circulam nas vias e estradas e provoca a concorrência desleal, afinal, quem usa drogas para se manter acordado vai aceitar serviços em condições que quem não usa tem que rejeitar.

Essa situação preocupa inclusive a Seguradora Líder-DPVAT, que administra o Seguro DPVAT, porque os dados indicam poucas mortes dos ocupantes nos veículos pesados, mas eles estão envolvidos na maior parte da mortes que ocorrem em outros veículos. Quando uma carreta colide com um automóvel o motorista profissional geralmente sobrevive e os ocupantes do carro morrem.

A partir de agora os motoristas profissionais que usam drogas sabem que precisam abandonar o seu uso sob pena de ficarem sem condições de trabalhar. Portanto, é uma revolução para os motoristas profissionais e para a segurança de todos na rodovia.

Os motoristas explorados terão uma justificativa para não aceitar serviços incompatíveis com a direção segura. Os que não usam verão diminuir a concorrência desleal. Os motoristas profissionais que são viciados terão que buscar tratamento sob pena de ficar sem trabalho. Por fim todos os usuários das rodovias poderão circular com mais segurança e mais vidas serão poupadas.

Rodolfo Alberto Rizzotto

Formado em Direito e Economia, coordena o programa de segurança nas estradas SOS Estradas e edita o site www.estradas.com.br, onde é possível acompanhar os temas de seus artigos também em arquivos de áudio, disponíveis para download.

Vitória no trânsito! Indenizações pagas pelo Seguro DPVAT caem 15% em 2015

25/02/2016 Por:

 

 

Estrada3

Em 2015, foram pagas 652.349 mil indenizações do Seguro DPVAT por acidentes de trânsito em todo o Brasil. O número, referente a reembolso de despesas hospitalares, invalidez permanente e morte, é 15% inferior ao mesmo período de 2014. A maior queda registrada no período foi na cobertura de morte (19%), seguida de reembolso de despesas hospitalares (18%) e invalidez permanente (13%). No total, foram pagos R$ 3,381 bilhões em despesas de pagamento de indenizações durante o ano passado.

Para o diretor-presidente da Seguradora Líder-DPVAT, Ricardo Xavier, a queda é um reflexo de uma fiscalização mais efetiva. “Os efeitos da Lei Seca e a conscientização sobre o uso de equipamentos de segurança no trânsito já começam a fazer efeito. No entanto, nossas ruas, estradas e avenidas produzem por dia muitos feridos, inválidos e mortos todos os dias. Temos que investir agora na educação do cidadão no trânsito para que o número de acidentes reduza mais ainda”, afirma o presidente.

As indenizações pagas por acidentes com motocicletas correspondem a 76% (497.009) do montante pago em 2015. Dos acidentes causados por motos, 83% geram algum tipo de invalidez permanente, 4% acabaram em morte e 13% resultaram em reembolso de despesas hospitalares. Já os automóveis somam 19% (124.267) das indenizações pagas no ano passado, enquanto caminhões e pick-ups 3% (17.973) e os ônibus micro-ônibus e vans 2% (13.100).

Alerta para os motociclistas

Do total das indenizações pagas, 64% (416.413) foram destinadas a motoristas, 18% (117.780) para pedestres e 18% (118.156) para passageiros. O levantamento da Seguradora Líder-DPVAT revela ainda que 74% das vítimas de trânsito indenizadas em 2015 são homens e 24%, mulheres. A faixa etária que concentra o maior número de indenizações, continua sendo é de 18 a 34 anos, correspondendo a 51% dos sinistros pagos no último ano.

Regiões Nordeste e Sudeste concentram a maior parte das indenizações

Com 16,92% da frota nacional, a região Nordeste concentrou 33% (213.726) das indenizações pagas no ano passado. Já a região Sudeste, que tem 49,21% da frota, respondeu por 29% (192.724) das indenizações. A região Sul correspondeu por 18% (116.613) das indenizações pagas e tem 19,69% da frota. A região Norte e a Centro-Oeste tiveram, cada uma, 10% (cerca de 65 mil) das indenizações do Seguro DPVAT em 2015, cada região conta com 5,08% e 9,10% da frota de automóveis nacional, respectivamente.

Saiba como proteger o seu veículo em caso de alagamento

22/02/2016 Por:

enchente_dicas_aquecimento_global_akatu

No verão, a alta incidência de chuvas fortes favorece o alagamento de ruas. Por isso, é importante que os motoristas estejam sempre alertas para evitar situações de risco e prejuízos ao veículo. Veja abaixo algumas dicas sobre como agir nesses casos:

– Procure evitar passar por locais já conhecidos por alagamentos;

– Se na enchente a água estiver até a metade da altura da roda, você conseguirá ter condições mínimas para dirigir. Depois desse ponto, a travessia torna-se muito arriscada e o veículo fica exposto a panes mecânicas;

– Caso realmente precise atravessar, vá devagar para evitar maiores problemas com buracos. Engrene uma marcha baixa e siga em velocidade constante pelo meio da rua, pois nas laterais o risco de cair em um bueiro é maior;

– Se o motor do seu carro falhar no meio da travessia, não tente ligar novamente, pois o prejuízo poderá ser grande e provavelmente você terá que retificá-lo;

– Depois de atravessar, ainda que o veículo não apresente nenhum dano aparente, é necessário ficar de olho nas correias, no óleo e na parte elétrica. É importante também checar a parte funcional do carro, como lâmpadas e buzina;

– Se encontrar alguma parte danificada, procure uma assistência técnica o quanto antes. E não deixe o carro sujo, com lama acumulada. Leve para uma limpeza e lubrificação completa.

Alto índice de uso de celular ao volante preocupa

18/02/2016 Por:

uso de celular no transito

O Hospital Samaritano de São Paulo divulgou, no início desse ano, um estudo que revela dados alarmantes: 80% dos motoristas usam o celular enquanto dirigem e 8% não mudariam de comportamento de jeito nenhum. De acordo com reportagem publicada no portal G1, 42% dos 4,1 mil participantes da pesquisa enviam mensagens de texto enquanto estão ao volante.

Utilizar aparelhos celulares no trânsito pode aumentar muito o risco de acidentes porque a atenção do motorista fica comprometida. Além de desviar o olhar, o condutor fica alheio ao que está acontecendo à sua volta, pois direciona o seu interesse para a conversa que está acontecendo por meio do aparelho.

Vale lembrar também que usar o celular ao volante é uma infração grave, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro. Os infratores recebem multa de R$ 85,13 e penalidade de quatro pontos na carteira de habilitação.

Seja um motorista consciente. Se precisar usar o celular, estacione o carro em um local seguro.

Volta às aulas com segurança no trânsito

15/02/2016 Por:

17203455

Chegamos à época de volta às aulas e, por isso, chamamos a atenção dos pais e responsáveis sobre os cuidados que devem tomar com a segurança das crianças no trânsito. É fundamental reforçar com aqueles que vão a pé ou de transporte público para o colégio a importância de prestar atenção nos sinais de trânsito e sempre atravessar na faixa de pedestres.

Já os pais que levam seus filhos de carro devem utilizar os equipamentos especiais para aqueles menores de 7 anos e ficarem atentos para a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança mesmo no banco de trás.

Há também as crianças que vão para a escola com o transporte escolar contratado. Nesse caso, os responsáveis devem observar se o veículo possui autorização do Detran para exercer o transporte das crianças e se o motorista possui habilitação na categoria D. Além disso, o veículo deve ter uma faixa amarela com a inscrição “ESCOLAR” em toda a extensão das partes laterais e traseira e todos os bancos devem ter o cinto de segurança em perfeitas condições de uso.

Em julho de 2015, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou a Resolução 541 que alterou a Resolução 277, de 2008, tornando obrigatório que as vans escolares também contassem com equipamentos especiais de segurança para crianças menores de sete anos e meio. Inicialmente, a medida entraria em vigor em fevereiro deste ano, mas o Contran definiu que a fiscalização para o uso das cadeirinhas só começaria em 2017, para que os fabricantes tivessem tempo de abastecer o mercado com os dispositivos necessários.

A medida vem gerando polêmica no setor do transporte escolar. De acordo com o deputado Hugo Leal, especialistas em segurança infantil precisam ser ouvidos para ampliar a discussão de forma a avaliar a viabilidade de estabelecer critérios claros e seguros para a implementação da exigência.

Aproveite o Carnaval com alegria e responsabilidade!

04/02/2016 Por:

carnaval_groupon_inc

Seja curtindo a folia ou aproveitando para descansar, o período do Carnaval exige uma atenção maior com a segurança. Se você vai pegar a estrada, não se esqueça de fazer uma revisão completa no veículo e planejar a viagem prevendo pontos de parada e descanso. Respeite sempre os limites de velocidade e use o cinto de segurança, mesmo que esteja no banco de trás.

Outra recomendação importante: jamais dirija sob o efeito de bebidas alcoólicas. Além de configurar uma infração gravíssima, prevista no Código de Trânsito Brasileiro com multa de R$ 1.915,40, a combinação aumenta consideravelmente as chances de que você se envolva em um acidente. Além disso, não utilize o celular enquanto estiver ao volante. Aproveite o Carnaval com responsabilidade e não coloque a sua vida e a dos demais usuários das vias em perigo.

De acordo com dados da Seguradora Líder-DPVAT, nos últimos anos, as ocorrências de acidentes envolvendo veículos automotores durante o Carnaval – no período entre sexta-feira até a quarta-feira de cinzas -, cujas indenizações foram solicitadas à Líder, tiveram um crescimento significativo, principalmente nos casos envolvendo motocicletas, que, de 2010 a 2015, cresceram 108%. Esses números ainda podem ser maiores, pois o prazo para o pedido de indenização é de até 3 anos a partir da data do acidente.

A cobertura com maior crescimento de ocorrências é invalidez permanente, com 127% dos pagamentos e os dias da semana com maior incidência de sinistros são sábado e domingo, que nos últimos seis anos concentraram 40% das indenizações.

Em todos os anos analisados, as faixas etárias de 18 a 34 anos foram as que mais estiveram envolvidas nos acidentes de trânsito, representando percentuais superiores a 51%. Os motoristas são as principais vítimas no período de Carnaval. Entre 2010 e 2015, houve um aumento de 134% de ocorrências para este tipo de vítima. Se considerarmos apenas o segmento de motos, o aumento é ainda maior, de 150%.

Você é o responsável por sua própria segurança. Tome decisões conscientes e aproveite o Carnaval com alegria!

Você já viu a nova campanha do Seguro DPVAT?

02/02/2016 Por:

dpvat

Proprietários de veículos precisam ficar atentos neste início do ano, afinal, é preciso ficar em dia com o Seguro DPVAT e o IPVA para licenciar a sua moto. Pensando nisso, a Seguradora Líder-DPVAT criou uma campanha, que está sendo veiculada na televisão. No filme, um motociclista surge em pleno voo, depois de um acidente. Preocupado, ele procura se lembrar se pagou ou não o DPVAT, o Seguro que indeniza vítimas de acidente de trânsito.

A nova campanha utiliza um tom descontraído para chamar atenção das pessoas, principalmente de jovens e motociclistas, que, de acordo com as estatísticas, apresentam maior incidência de acidentes.

Quando o motorista que é proprietário de um veículo está inadimplente, ele perde o direito aos benefícios do Seguro DPVAT, em caso de morte, invalidez em caráter permanente e reembolso de despesas médicas. Todas as outras vítimas envolvidas terão direito ao seguro, excluindo o proprietário inadimplente.

A importância de pagar o Seguro DPVAT é percebida quando ocorre um acidente de trânsito. Os seus benefícios minimizam o impacto repentino que é causado a todos os envolvidos no acidente. Por ser universal, todo cidadão está coberto, seja na condição de pedestre, passageiro ou motorista.

As peças serão exibidas até o dia 25 de março em comerciais de TV aberta e fechada.