26/01/2017 Por:

Sinal vermelho para o sono ao volante

Não deixe o sono te pegar quando você estiver ao volante. Seja no caminho casa – trabalho – casa, na estrada durante uma viagem cansativa, ou mesmo quando você precisar dirigir após algumas noites mal dormidas. Os acidentes de trânsito provocam cerca de 1,24 milhão de mortes por ano no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, o sono e o cansaço representam 60% das tragédias causadas nas rodovias, segundo dado da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET). A sonolência ao volante já é a segunda maior causa de acidentes nas rodovias brasileiras.

É importante prestar atenção, pois o sono dá pistas de que está chegando. A pessoa se torna mais irritada que o normal ou mais quieta do que o comum. Outros sintomas de sonolência são distúrbios visuais, bocejos seguidos de dificuldade em se manter alerta e concentrado em tarefas. Quando o sono chega, a orientação é parar em algum lugar, andar um pouco, lavar o rosto e ingerir um pouco de água e café. Se persistir, é fundamental procurar um local para descansar, pois, em algumas situações, as pessoas não percebem isso e se envolvem em acidentes.

Para ajudar nesses casos, já estão disponíveis no mercado tecnologias para impedir que o motorista cochile, como o detector de fadiga, que identifica sinais de cansaço e emite um alerta sonoro e visual pedindo para parar o carro e descansar. Se a recomendação não for atendida, ele dispara um alarme. Em automóveis importados, há detectores de sonolência que analisam até o movimento dos olhos. Embora esses aparatos – ainda restritos – têm se mostrado eficientes, a máxima de que o motorista é o principal responsável por sua segurança se mantém indiscutível.

Você sabia que o próprio ato de dirigir pode ser monótono e levar ao sono? As pistas unidirecionais e o conforto do carro ajudam a embalar o motorista.

Veja algumas dicas preventivas para evitar acidentes por causa do sono:

 – O ideal é dormir de sete a oito horas por dia, mas esse tempo varia de pessoa para pessoa. Mantenha horários fixos para dormir e acordar. O importante é que o motorista se sinta descansado e disposto antes de assumir o volante.

– Uma alimentação saudável ajuda a dormir e a acordar bem. Alimentos estimulantes devem ser evitados a noite.
– Evite pegar no volante de madrugada, entre 0h e 8h da manhã, e logo depois do almoço. Nesses horários, o corpo sente mais sonolência.

Comentários

0Comentar
  1. Isso é muito perigoso, o motorista precisa se conscientizar que nenhum prazo é mais importante que a própria vida.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *