Arquivos mensais: dezembro 2014

Direção e bebida não combinam! Comemore o ano novo com responsabilidade!

29/12/2014 Por:


O final do ano se aproxima e, com ele, as festas de comemoração por mais um ciclo que se inicia. Para fechar esse ano com chave de ouro, chamamos a atenção dos nossos leitores para o risco de dirigir embriagado. Conduzir um veículo, pedalar ou até mesmo andar pelas ruas após ter ingerido bebida alcoólica pode trazer consequências sérias para a sua vida. Uma direção segura e com responsabilidade, exige que você tenha reflexo rápido, poder de decisão, coordenação motora e capacidade de prever riscos e evitar acidentes.

Quando ingerimos bebida alcoólica, o controle de nossas funções é afetado, podendo, inclusive, causar sonolência e perda da percepção de tempo e distância. Além do risco de acidentes, dirigir sob o efeito de bebida alcoólica é proibido por lei sendo considerada uma infração gravíssima, com multa de R$ 1.915, com perda de 7 pontos na carteira e suspensão por 12 meses do direito de dirigir.

De acordo com dados da Seguradora Líder DPVAT, o ano de 2013 apresentou um decréscimo de 7%, no número de indenizações pagas por morte no período do ano novo – entre 30 de dezembro e 1º de janeiro – em relação a 2012. Além disso, a maior quantidade de ocorrências foi na faixa etária entre 18 e 34 anos, sendo a motocicleta o veículo que mais recebeu indenizações. Os horários da tarde e o anoitecer foram os que mais ocorreram sinistros.

Por isso, queridos leitores, sejam responsáveis neste final de ano. Se beber, volte para casa de taxi ou usando o transporte público. Ou, ainda, eleja entre seus amigos, o “motorista da rodada”, que não irá ingerir bebida alcoólica e levará todos para casa em segurança.

Veja no vídeo abaixo alguns mitos e verdades sobre os efeitos do álcool no organismo e dicas para uma condução segura:

Desejamos a vocês um ano novo cheio de conquistas e motivos para comemorar. E que, juntos, possamos construir, dia a dia, um trânsito mais seguro. Temos mais 365 dias para fazer a diferença!

Feliz 2015!

Feliz Natal para todos os nossos leitores!

22/12/2014 Por:

No Natal ficamos mais próximos da família e renovamos os nossos desejos de paz para o mundo.

Este ano, desejamos que vocês, queridos leitores, também concentrem suas energias para construirmos um trânsito mais seguro. De acordo com dados da Seguradora Líder DPVAT, o ano de 2013 apresentou uma queda de 34% no número de indenizações do Seguro DPVAT pagas por morte no período de Natal – dias 23, 24 e 25 de dezembro – quando comparado ao ano de 2012.

O maior número de ocorrências foi para vítimas entre 18 e 34 anos e a região Nordeste foi a que registrou mais acidentes, seguida pela região Sudeste. A maior quantidade de sinistros pagos é para motocicletas. Os caminhões e pick-ups foram o único tipo de veículo com aumento na quantidade de sinistros ocorridos, 62%.

Dirija com cuidado e atenção neste Natal. Aproveite esta data com as pessoas que são especiais para você.

Que venha 2015!

Acidentes de trânsito custam para o país 1,5% do PIB

18/12/2014 Por:


De acordo com dados da Seguradora Líder DPVAT, que administra o Seguro DPVAT, no ano de 2013, foram pagas 54 mil indenizações por morte. Todos os anos, os acidentes matam cerca de 1,3 milhão de pessoas ao redor do mundo e ferem até 50 milhões. De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico, o custo dos acidentes para a economia brasileira chega a R$ 60 bilhões por ano, o equivalente a 1,5% do PIB.

O texto destaca que grande parte do problema é resultado do aumento da frota de veículos particulares nas cidades, que cresceu 46% entre 2003 e 2013, gerando um aumento do número de acidentes e prejudicando a mobilidade. Flávio Adura, diretor científico da Associação Brasileira de Medicina no Trânsito, deu uma declaração ao jornal em que afirmou que outro problema é a fiscalização.

Já o coordenador do Programa Acadêmico de Álcool e Drogas do Instituto de Neurociência Deolindo Couto, da UFRJ, Bráz de Lima, associa os acidentes de trânsito às falhas humanas. Ele acrescentou à publicação que mudar o comportamento e a percepção de motoristas e pedestres no Brasil pode ser um dos fatores que ajude a diminuir os números de acidentes. “Trânsito é uma matéria de cognição e comportamento, no fundo, 100% dos acidentes envolvem algum erro humano”, explica.

Segundo o pesquisador, é possível mudar esse cenário. “Há 20 anos, morriam 16 mil pessoas por ano em acidentes de trânsito na França, e hoje esse número caiu para 3 mil.”

Confira, em vídeo, dicas para cuidar dos seus pneus e dirigir com mais segurança

15/12/2014 Por:


Estar com os pneus do veículo calibrados e em boas condições é essencial para a segurança do condutor. Por isso eles merecem atenção especial, para que o motorista não fique vulnerável a um acidente. Por exemplo, a calibragem dos pneus deve ser realizada a cada 15 dias e o estepe deve ser checado pelo menos uma vez ao mês. Além disso, é importante realizar o alinhamento de direção a cada 5 mil quilômetros rodados.

Para as pessoas que gostam de alterar as características originais de seu veículo, alguns cuidados devem ser tomados na hora de mudar rodas e pneus. Esses itens não podem ficar mais para fora do que os paralamas e a lateral traseira. Além disso, o aro de roda não pode ter mais de duas medidas acima do original.

Para ficar por dentro dos cuidados que você deve ter com os pneus de seu veículo, confira o vídeo abaixo:

Evolução das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT alerta para violência no trânsito

11/12/2014 Por:

Levantamento da Seguradora Líder-DPVAT aponta para o constante crescimento das indenizações pagas por acidentes de trânsito no Brasil. Nos últimos quatro anos, o número de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT por acidentes de trânsito aumentaram em 118%. O estudo leva em consideração o período de janeiro a setembro de 2014 a 2011.

O dado que chama a atenção é o aumento de indenizações pagas nos últimos quatro anos por invalidez permanente. De janeiro a setembro de 2011 foram 165.592 pagamentos. No mesmo período de 2014, o número chegou a 430.322, alta de 160%. Já o número de indenizações por morte no mesmo período caiu 5%. Em 2011, a marca era de 42.224 entre janeiro e setembro; hoje, o número foi de 40.198 indenizações pagas no mesmo período de 2014.

De acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nos últimos quatro anos a população brasileira cresceu em 5%. Para efeito de comparação, a frota de moto no mesmo período cresceu 26,3% e a frota dos demais veículos somados aumentou 22,3%.

Ricardo Xavier, Diretor-Presidente da Seguradora Líder-DPVAT, comenta sobre o aumento das indenizações pagas por invalidez permanente. “Estamos percebendo uma preocupante curva ascendente de inválidos no trânsito. Estes acidentados, em muitas vezes, perdem sua capacidade laborativa e são, em sua maioria, jovens. Faz-se necessária a adoção de uma política pública urgente para reverter este quadro atual.”

Seguro DPVAT comemora 40 anos protegendo a população brasileira no trânsito

08/12/2014 Por:

Parece que foi ontem mas já faz 40 anos que o Seguro DPVAT acompanha as mudanças no trânsito. Com este mote a Seguradora Líder-DPVAT, administradora do benefício no Brasil desde 2008, lança campanha em revistas, jornais, rádios e televisão nesta segunda-feira, 1º de dezembro. A ação faz parte da celebração dos 40 anos de existência do Seguro DPVAT, que indeniza todas as vítimas de acidente de trânsito em todo o País, no caso de morte, invalidez permanente e despesas médicas.

De maneira lúdica e leve, as peças para TV, Rádio e mídia impressa apresentam a evolução do trânsito brasileiro, reflexo das transformações pelas quais o País passou nas últimas quatro décadas. Novamente apresentando o conceito do mundo amarelo, das placas de advertência no trânsito, as peças mostram que o Seguro DPVAT não só acompanhou essas mudanças como também sempre esteve ao lado de todos os brasileiros, que são cobertos pelo benefício. Por isso, celebrar os 40 anos do Seguro DPVAT é um motivo para todos os brasileiros.

“O Seguro DPVAT é um benefício no qual todos os brasileiros têm direito no caso de acidente de trânsito. O grande desafio que nós temos é passar uma mensagem compreensível a todas as classes sociais, idades e regiões do País. Temos a preocupação, também, de reforçar a mensagem de que não é necessário recorrer a intermediários”, explica Ricardo Xavier, Diretor-Presidente da Seguradora Líder-DPVAT.

Apenas nos seis primeiros meses de 2014, a Seguradora Líder-DPVAT realizou o pagamento de mais de 340 mil indenizações, 14% a mais do que no mesmo período do ano anterior, o que representou um desembolso superior a R$ 1,7 bilhão em benefícios.

O Seguro DPVAT indeniza vítimas de acidentes de trânsito, seja motorista, passageiro ou pedestre. O pedido de indenização pode ser feito em qualquer ponto de atendimento autorizado e o pagamento da indenização é feito em até 30 dias após a apresentação e aprovação da documentação necessária. O valor da indenização é de R$ 13.500,00 no caso de morte e de até R$ 13.500,00 nos casos de invalidez permanente, variando conforme o grau da invalidez, e de até R$ 2.700,00 em reembolso de despesas médicas e hospitalares comprovadas.

Reforçando seu amplo caráter social, os recursos do Seguro DPVAT são financiados pelos proprietários de veículos, por meio de pagamento anual. Do total arrecadado, 45% são repassados ao Ministério da Saúde (SUS), para custeio do atendimento médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito em todo país. 5% são repassados ao Ministério das Cidades (DENATRAN), para aplicação exclusiva em programas destinados à prevenção de acidentes de trânsito. Os demais 50% são voltados para o pagamento das indenizações.

Assista ao filme dos 40 anos do Seguro DPVAT:

Novas regras para primeira habilitação já estão em vigor

04/12/2014 Por:

Novas regras para obtenção da Carteira de Habilitação na categoria B entraram em vigor nesta primeira semana de dezembro. De acordo com a Resolução 493/14 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), os condutores que quiserem obter a CNH para carros deverão cumprir 25 horas/aula de prática de direção, sendo 5h/aula no período noturno. Antes eram necessárias 20 horas/aula no total.

Além disso, a resolução prevê que as aulas regulares, no período diurno, poderão ser substituídas, de forma facultativa, por aulas realizadas em simulador de direção veicular, não ultrapassando 30% do total da carga horária. A prática noturna também poderá ser eventualmente substituída pelo simulador, mas deve respeitar o limite de 4 horas/aula.

A regra vale para todas as autoescolas do país. O uso do simulador, segundo o Departamento Nacional de Trânsito, tem o objetivo de permitir que o aluno tenha mais familiaridade com situações de risco, pois o grau de dificuldade aumenta a cada aula. As primeiras começam com conceitos básicos, passando por situações de adversidades, tráfego em vias de grande movimento, pista escorregadia ou sob neblina, entre outros, fazendo com que o aluno tenha mais noção antes de encarar o trânsito real de uma grande cidade, suprindo a carência de informação e formação desses condutores e deixando-os mais preparados para enfrentar esses desafios com segurança.

Você sabe como é determinada a velocidade máxima de uma via? Confira nosso vídeo!

01/12/2014 Por:

A velocidade máxima de uma via é determinada a partir de uma análise de diversos fatores como geometria da estrada, fluxo de veículos e pessoas, condições de tráfego, se a pista é simples ou dupla, etc. Por isso, é importante respeitar a sinalização, pois a velocidade é estabelecida de forma que todos os usuários das ruas e estradas fiquem em segurança. Além disso, é importante lembrar que as placas sinalizando as velocidades máximas servem apenas como parâmetro, pois, se estiver chovendo, por exemplo, a velocidade deve ser reduzida.

É importante dirigir de maneira consciente também quando estiver em áreas em que o fluxo de pessoas é muito grande, como perto de escolas e hospitais. E, em locais em que há a presença de animais, redobrar a atenção.

Confira no vídeo abaixo mais algumas informações sobre a velocidade máxima das vias, bem como dicas para evitar acidentes: