Arquivos mensais: fevereiro 2014

Evite acidentes e garanta a alegria no Carnaval!

28/02/2014 Por:

Foliões do país inteiro já estão preparados para o Carnaval. É um período de muita festa, mas não podemos deixar alguns cuidados com a segurança de lado. Até quem não curte os dias de folia, mas tem planos para viajar nessa época, deve seguir alguns procedimentos de segurança.

 

A principal orientação é com relação à bebida alcoólica. Sempre que for beber, dê preferência ao transporte público ou volte para casa de taxi. Ou então, eleja um amigo como o “motorista da rodada”, para que ele leve todos em segurança. Nunca dirija sob efeito do álcool, colocando a sua vida e das demais pessoas que utilizam as vias em risco.

 

Nos últimos anos, as ocorrências de acidentes envolvendo veículos automotores, no período de Carnaval, cujas indenizações foram solicitadas à Seguradora Líder DPVAT tiveram um crescimento significativo, principalmente nos casos envolvendo motocicletas, que, de 2009 a 2013, cresceram 116%, números estes que ainda podem aumentar pelo fato do prazo de pedido de indenização ser de até 3 anos.

 

Os sábados e domingos do Carnaval, são os dias da semana deste feriado que apresentam maior incidência de ocorrências, nos últimos 5 anos, nestes dias foram observadas mais de 40%, das ocorrências. Em todos os anos analisados, as faixas etárias de 18 a 34 anos foram as que mais estiveram envolvidas nos acidentes de trânsito, representando nestes anos todos, percentuais superiores a 54%.

 

Todos os anos, milhares de vidas são perdidas no trânsito como resultado de ações irresponsáveis de alguns motoristas. Vamos continuar trabalhando para garantir, cada dia mais, a paz no trânsito. Não permita que uma atitude imprudente acabe com sua festa!

 

O bloco carioca, Alegria Sem Ressaca (foto), iniciativa da ONG Trânsito Amigo, por exemplo, defende uma folia responsável, passando uma mensagem educativa de que é possível brincar no Carnaval sem colocar a sua vida e a dos outros em perigo.

 

Aproveite a folia sim, mas com responsabilidade! Bom Carnaval para todos!

Bicicletas elétricas tem velocidade máxima definida: 25 km/h

24/02/2014 Por:

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados aprovou, em novembro do ano passado, uma proposta que altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97) e equipara as bicicletas elétricas às convencionais, além de padronizar a dispensa de registro e licenciamento desses veículos em todo o país.

 

O projeto em questão limita a potência máxima das bicicletas elétricas em 250 watts e obriga a instalação de dispositivo que corte a alimentação do motor quando for atingida a velocidade de 25 km/h. Também não haverá exigência de idade mínima e de autorização emitida pelo município para que o condutor esteja apto a conduzir o veículo em questão. Os modelos também devem estar dotados de indicador de velocidade, campainha, sinalização noturna dianteira, traseira e lateral, espelhos retrovisores, além de pneus , que proporcionem segurança ao ciclista.

 

Dessa forma, as bicicletas elétricas têm liberdade para circular em ciclovias e ciclo faixas, desde que garantam o funcionamento do motor somente quando o ciclista pedalar.

 

FONTE: Agência Câmara e Catraca Livre

Saiba como aliar segurança e conforto no transporte de animais

20/02/2014 Por:

Muitos não sabem, mas o Código de Trânsito Brasileiro instrui quanto ao transporte de animais em carros de passeio. Nada de tomar vento na cara, ir de carona no banco da frente e soltos nos carros.

 

O ideal é que eles sejam transportados em caixas ou em cintos especiais de segurança, artigos encontrados em lojas especializadas e pet shops. Se o animal estiver solto no veículo, pode tirar a atenção do motorista, causar algum acidente ou até mesmo se machucar.

 

Esse mês publicamos um vídeo que apresenta algumas dicas para transportar nossos queridos animais com conforto e segurança:

Conheça o perfil das vítimas de acidentes de trânsito em 2013 no Brasil

17/02/2014 Por:

Em 2013, as principais vítimas de acidentes de trânsito indenizados pelo Seguro DPVAT foram homens, somando 76%. Quando observada a faixa etária, a maior incidência de pagamentos foi para vítimas entre 18 e 34 anos (50,9%) predominantemente para o sexo masculino (40%).

 

Quando analisado o perfil das vítimas, 60% dos benefícios foram pagos para os condutores (53% para motociclistas e 7% para motoristas dos demais veículos), seguidos pelos pedestres (22%) e por passageiros dos veículos (18%).

 

O estudo aponta que 71% das indenizações pagas em 2013 foram para acidentes envolvendo motocicletas, embora o veículo de duas rodas represente apenas 27% da frota nacional. Em seguida, os automóveis, que somam 60% da frota, foram os veículos que responsáveis por 24% dos acidentes indenizados.

 

No ano de 2013, observa-se que os motoristas são as principais vítimas de acidentes envolvendo motocicletas (74%), já nos acidentes envolvendo automóveis e caminhões os pedestres são os mais atingidos (49% e 39%, respectivamente) e em acidentes com veículo coletivo, as principais vítimas são os passageiros (52%).

Número de indenizações do Seguro DPVAT aumenta em 25% no ano de 2013

13/02/2014 Por:

A quantidade de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT no ano de 2013 registrou um aumento de 25% em relação a 2012. Os dados são da Seguradora Líder-DPVAT, administradora do seguro no País, que dispendeu montante superior a R$ 3,2 bilhões em pagamentos de indenizações.

 

O estudo aponta um crescimento de 26% nas indenizações por invalidez permanente pagas em 2013, que totalizaram 444.206 pagamentos. Esta foi a cobertura com maior incidência de pedidos, registrando 70%. As indenizações por reembolso de despesas médicas e hospitalares representaram 21% da quantidade total de pagamentos do ano de 2013. O levantamento traz uma perspectiva positiva: a redução de 10% no número de indenizações pagas por morte no Brasil.

 

Dos recursos arrecadados pelo Seguro DPVAT, 45% são destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS) para ajuda no custeio do tratamento de vítimas de trânsito. Em 2013 este valor superou R$ 3,6 bilhões, enquanto, em 2012, foram direcionados R$ 3,2 bi ao SUS. Outros 5% são destinados ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para realização de campanhas educativas e ações preventivas no trânsito brasileiro. Em 2013, foram entregues mais de R$ 400 milhões ao órgão.

 

Um dos principais destaques da gestão do Seguro DPVAT pela Seguradora Líder-DPVAT, em 2013, foi o aumento significativo do número de pontos de atendimento para a solicitação do seguro, chegando a 7.757, um aumento de 62%.

 

“Nós temos uma preocupação constante em ampliar o acesso da população brasileira ao Seguro DPVAT. Uma ação importante, em 2013, foi a consolidação da parceria com os Correios, permitindo que as agências próprias servissem como pontos oficiais de atendimento. Desta forma, a Seguradora Líder-DPVAT está presente em 100% dos municípios do território nacional” comentou Ricardo Xavier, diretor-presidente da Seguradora.