Arquivos mensais: dezembro 2013

Mais segurança no trânsito em 2014!

30/12/2013 Por:

O ano de 2013 está chegando ao fim e essa é a hora de refletir sobre tudo o que aconteceu durante estes doze meses. Tivemos alguns avanços na busca pela paz no trânsito, mas, infelizmente, um número alarmante de vidas continuam sendo perdidas todos os dias nas ruas e estradas brasileiras.

De acordo com dados da Seguradora Líder DPVAT, as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT no período de janeiro a setembro deste ano tiveram um crescimento de 25% com relação ao mesmo período de 2012. Os casos de invalidez permanente representaram a maioria dos pagamentos no período (73%) e os casos de morte registraram uma redução de 9%, quando comparados com o mesmo período no ano passado. Os pagamentos dessas indenizações são referentes às ocorrências registradas em 2013 e em anos anteriores, observado o prazo prescricional de três anos para solicitar o benefício.

Por isso, comemore a virada do ano, mas seja consciente e não dirija após ingerir bebida alcoólica. Dê preferência ao transporte público e aconselhe familiares e amigos a fazerem o mesmo. Vamos começar o ano de 2014 com atitudes que contribuam para a segurança no trânsito. Não deixe que uma decisão errada prejudique o novo ano que está para chegar.

Que em 2014 sejamos mais solidários com o próximo, sempre levando em consideração o nosso bem mais importante: a vida! Vamos fazer a diferença! Desejamos que, no próximo ano, possamos comemorar o aumento da paz no trânsito!

Feliz Ano Novo a todos!

Um Feliz Natal para todos os nossos leitores!

23/12/2013 Por:

Natal é tempo de pensar na família e de desejar que o mundo seja, cada vez mais, um lugar melhor para viver.

Desejamos a vocês, queridos leitores, um Feliz Natal, com muita luz e paz para todos!

Paz também no trânsito, para que todos possam circular em segurança pelas ruas e estradas do país e aproveitar a data tão especial com a família.

Que venha 2014!

Número de indenizações do Seguro DPVAT sobe 25% de janeiro a setembro

20/12/2013 Por:

O número de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT às vítimas de acidentes de trânsito continua a subir. As estatísticas da Seguradora Líder DPVAT apontam acréscimo de 25% na quantidade de benefícios pagos de janeiro a setembro de 2013 ante mesmo período de 2012, chegando a 445.833 indenizações. Os pagamentos por invalidez permanente, mais uma vez, foram os principais responsáveis pelos acidentes, registrando alta de 36% em relação ao ano passado.

O aspecto positivo a destacar, cabe às indenizações por morte. De acordo com o estudo, o pagamento dessas indenizações caiu 9% em relação ao período de janeiro a setembro de 2012. Neste período, foram pagos 41.761 benefícios por morte.

As vítimas mais frequentes continuam sendo as com idade entre 18 e 34 anos, totalizando 50,8%, sendo predominantemente composta por homens. O sexo masculino, entre todas as idades, somou 76% de todas as indenizações pagas até setembro de 2013.

Quando analisadas as indenizações por tipo de veículo, as estatísticas mostram que 72% dos benefícios foram pagos em consequência de acidentes de trânsito envolvendo motocicletas, sendo o anoitecer, entre 17h e 19h59min, o período de maior incidência de acidentes indenizados (24%).

Região Sudeste concentra mais mortes envolvendo automóveis

A predominância de indenizações por morte, resultante de acidentes causados por automóveis, foi observada em quase todo o Sudeste, tendo em vista a maior concentração deste tipo de veículo na composição da frota desta região (67%). A exceção fica por conta do Espírito Santo, onde motocicleta é o veículo que mais se envolve em acidentes fatais. No Sul, onde também predomina a frota de automóveis (64,7% do total da região), os acidentes fatais envolvendo estes veículos lideram as estatísticas: 57% no Paraná, 56% no Rio Grande do Sul e 55% em Santa Catarina.

Já na Região Centro Oeste, apesar da maioria de acidentes fatais ter envolvido automóveis, o estado do Mato Grosso apresentou um número maior de indenizações por mortes em acidentes com motocicletas, correspondendo a 48% dos benefícios concedidos pelo Seguro DPVAT no período.

Nas Regiões Norte e Nordeste, o veículo de duas rodas é o principal causador de acidentes fatais indenizados pelo Seguro DPVAT. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito, a frota de motocicletas da Região Norte é de 48,4% e da Região Nordeste 43,8%.

Em Florianópolis, passageiros podem carregar bicicletas no ônibus

16/12/2013 Por:

Desde o mês de outubro, a cidade de Florianópolis (SC) está testando um novo modelo de ônibus que permite ao passageiro carregar bicicletas. Essa iniciativa visa estimular que a população troque o carro pelo transporte público.

O ônibus, que tem capacidade para 150 pessoas e três bicicletas, trafega em uma das maiores linhas da cidade, entre o Centro e o Norte da Ilha, passando pelo campus da Universidade Federal de Santa Catarina.

O suporte para as bicicletas fica na parte traseira do coletivo. Ela é transportada em pé, com as rodas coladas na traseira do ônibus, em uma posição parecida com a dos bicicletários de prédios. Os passageiros-ciclistas devem entrar pela porta de trás, prender a bicicleta e ir até a frente do ônibus, onde fica o cobrador, para pagar a passagem. Os demais usuários devem embarcar pela porta dianteira.

O veículo está em fase de testes para adequar o sistema de embarque, o tempo que o ônibus precisa ficar parado para que o passageiro suba com a bicicleta e se há o risco do motorista seguir viagem antes da mesma ser presa.

De acordo com o presidente do sindicato das empresas de ônibus, Valdir Gomes, o transporte coletivo em Florianópolis tem 170 linhas e diariamente leva 200 mil passageiros. A capital catarinense tem 433 mil moradores, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e uma frota de 307 mil veículos, de acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) – média de um veículo para cada 1,4 pessoa.

FONTE: Site da Folha de São Paulo

Site do Seguro DPVAT se renova para facilitar o acesso às informações e serviços

12/12/2013 Por:

A principal mudança foi o visual da home, que se tornou mais leve, embora tenha incorporado mais informações que antes. Foram incluídas informações sobre a empresa que administra o Seguro DPVAT em todo o Brasil, a Seguradora Líder-DPVAT, para que a população não tenha dúvidas quanto a quem recorrer na hora de fazer uma consulta, pedido ou reclamação. Direto da home, o usuário do site pode assistir a uma entrevista com o presidente da Seguradora, Ricardo Xavier, e saber das ações que a empresa vem adotando para ampliar o conhecimento e o acesso da população ao DPVAT, como a parceria com os Correios e a participação no Projeto Ação Global.

O grande desafio do novo site foi apresentar mais informações sem prejudicar a identificação, pelo público, dos principais serviços que o Seguro DPVAT oferece à população: como solicitar a indenização, como acompanhar o pedido de indenização e como fazer o pagamento anual do DPVAT do veículo.

O novo site trouxe ainda aprimoramentos. Quem deseja saber, por exemplo, que documentos apresentar para pedir a indenização, consegue obter a lista por um simples clique na home do site. Os serviços de e-mail e Chat também estão com nova roupagem, dando a opção do usuário obter sozinho respostas rápidas às suas dúvidas. Foi usado o histórico de perguntas mais frequentes feitas nesses serviços no site para compor um modelo de atendimento mais amplo e facilitar a vida do cidadão.

E não para por aí. Em breve duas novidades serão disponibilizadas no site. O serviço que permite acompanhar o pedido de indenização passará a ser acessado diretamente da home e o cidadão também poderá optar por solicitar, pelo site, informações sobre seu processo por SMS. Na sequência, o serviço de orientação ao pagamento anual será totalmente reformulado, com o lançamento do “Pague o Seguro”, serviço destinado a proprietários de veículos. Todas as informações sobre o pagamento, incluindo a guia, poderão ser obtidas a partir do preenchimento de simples dados do veículo, como a placa e a categoria. Tudo para tornar o DPVAT mais simples de entender e ser usado pela população.

O site do Seguro DPVAT é sucesso de público. Até novembro, recebeu mais de 7milhões de visitantes. Confira a nova versão, mais moderna e interativa em www.dpvatsegurodotransito.com.br.

Tragédia no trânsito: alta velocidade e uso do celular

09/12/2013 Por:

Uma jovem de 19 anos faleceu em um acidente de carro na cidade de Itanhaém, no litoral de São Paulo, após tirar uma foto dirigindo a 170 km/h. De acordo com familiares da jovem Giovana Dias de Souza Alves, ela usava muito o celular e mandou uma mensagem para um primo cerca de dez minutos antes do acidente.

Esse é mais um caso de tragédia no trânsito que chama a atenção para os riscos de dirigir em alta velocidade e também de usar o celular enquanto se está conduzindo. A velocidade dos veículos tem um papel determinante no tempo de reação do motorista, dos pedestres e, consequentemente, na violência do acidente que pode vir a acontecer. É preciso que carros, motos e caminhões respeitem os limites das vias. Apesar de já haver medidas para controlar o excesso dos condutores, como a instalação de radares nas estradas, o mais importante é que haja uma conscientização maior sobre os riscos que assumimos quando dirigimos o veículo em alta velocidade.

Além disso, é preciso que os condutores estejam conscientes do perigo de usar o celular enquanto dirigem. Uma recente pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo mostra uma triste realidade: 84% dos motoristas admitem usar o aparelho celular no trânsito. Esses aparelhos tiram a atenção do motorista e diminuem o seu tempo de reação frente a uma situação perigosa, aumentando o risco de acidentes.

É preciso lembrar que aqui no Brasil, conversar no celular ao volante é considerado infração grave, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro. Os infratores recebem multa de R$ 127,69 e penalidade de cinco pontos na carteira de habilitação.

Faça a sua parte! Não coloque a sua vida e das demais pessoas que utilizam as vias em risco gratuitamente. Uma decisão errada.

Discutindo a acessibilidade no trânsito

05/12/2013 Por:

 

No dia 3 de dezembro, foi comemorado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Para lembrar a data é importante refletirmos sobre um grande problema dos municípios brasileiros: a acessibilidade no trânsito.

Todos os dias, pessoas com deficiência passam pelos mais variados problemas para circular na cidade e isso inclui os deficientes visuais, auditivos, pessoas com mobilidade reduzida e cadeirantes. É preciso refletir sobre o assunto e pensar maneiras que tornem mais fácil a vida dessas pessoas.

Existe uma lei que trata do tema (Decreto Lei nº 5.296) e que garante que projetos de natureza arquitetônica e urbanística, de comunicação e informação e também de transporte coletivo, devem obedecer às normas de acessibilidade da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Além disso, mais do que mudar as calçadas, semáforos e transporte público é preciso mudar a percepção das pessoas. É preciso respeito. Respeite as vagas reservadas para pessoas com deficiência. Seja solidário e, quando perceber que é necessário, ofereça ajuda. Não estacione o seu carro em frente às rampas de acesso às calçadas.

É muito importante discutirmos o assunto, porque circular com segurança e autonomia é um direito de todos os cidadãos. E construir um trânsito humano é papel de todos nós. Acessibilidade é conviver com as diferenças.

Seja você a mudança no trânsito!

02/12/2013 Por:

O Ministério das Cidades lançou uma nova campanha do PARADA – Um pacto pela vida, que tem como slogan “Dores que o tempo não apaga”. O objetivo é reduzir significativamente os números de vítimas em acidentes, por isso, as peças da campanha retratam casos reais de pessoas que perderam parentes para a violência no trânsito brasileiro.

O fotógrafo Orlando Brito entrou em contato com entidades que reúnem familiares de pessoas vitimadas por acidentes e, durante semanas, percorreu o interior do Brasil em busca das histórias que são contadas nessa iniciativa. A campanha reforça a importância da conscientização por meio do conceito “Não deixe o trânsito mudar a sua história. Seja você a mudança no trânsito”.

O Pacto Nacional pela Redução de Acidentes (PARADA) é uma iniciativa do Governo Federal com o objetivo de reduzir, em 50%, o número de acidentes no período de 2011 a 2020. Coordenado pelo Ministério das Cidades, por meio do DENATRAN, o Parada promove campanhas de conscientização, ações de mobilização e educativas com o objetivo de diminuir o número de mortes e outros danos causados por acidentes de trânsito.