Arquivos mensais: maio 2013

Dirija com responsabilidade durante o feriadão de Corpus Christi!

30/05/2013 Por:

Nada como curtir mais um feriado com a família e os amigos, não é mesmo? Mas, se você for pegar a estrada, lembre-se: todo cuidado é pouco! No feriadão de Corpus Christi do ano passado, o Seguro DPVAT pagou um total de 570 indenizações por morte. Vale lembrar que esse número pode aumentar, afinal, os beneficiários têm até 3 anos para solicitar o benefício.

Infelizmente, a violência no trânsito vem crescendo ano a ano.  De 2006 para 2012, por exemplo, o número de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT no feriado de Corpus Christi registrou um aumento de 48%. A brutalidade do trânsito fica mais evidente quando o foco é a motocicleta. De 2006 para 2012, as indenizações pagas em decorrência de sinistros com motos cresceram 87,2%.

O retorno para casa é o período crítico do feriadão. Os sábados e os domingos de Corpus Christi são os dias com maior incidência de acidentes fatais, pois 63,2% das indenizações pagas no feriado do ano passado foram de acidentes ocorridos nestes dois dias da semana. Então, mais do que nunca, redobre os cuidados ao conduzir o seu veículo, use o cinto de segurança ou o capacete e respeite os limites de velocidade! Lembre-se, curtir a família e os amigos é muito bom, mas voltar para casa é ainda melhor!

Bom feriado!

Placas de sinalização: você conhece bem?

27/05/2013 Por:

Para garantir um trânsito mais organizado e seguro para condutores e pedestres é muito importante o respeito à sinalização. As placas, inscrições nas vias ou sinais luminosos servem para informar e orientar os usuários das vias. Mas você conhece bem as placas de sinalização de trânsito e de orientação nas estradas? Saber o significado delas é uma exigência do teste do Detran para adquirir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

– As placas podem ser de regulamentação (fundo branco e bordas vermelhas) que tem a finalidade de informar sobre condições, proibições, obrigações ou restrições no uso da via. Ex:

Passagem obrigatória: Assinala ao condutor que existe um             obstáculo adiante e que a passagem é obrigatoriamente feita à   direita do mesmo.

 

Largura Máxima Permitida

 

 

Advertência (fundo amarelo), que alertam sobre condições potencialmente perigosas, indicando sua natureza. Ex:

 Início da Pista Dupla

 

 

Estreitamento de pista à direita

 

 

Obras (fundo laranja), que garantem que sejam preservadas as condições de segurança e fluidez do trânsito e que os usuários sejam orientados sobre caminhos alternativos;

 Obras adiante

 

 

Educativas (fundo branco), que tem a função de educar aos usuários da via quanto ao seu comportamento adequado e seguro no trânsito;

 

 

 

Atrativos Turísticos (fundo marrom);

 

 

 

– Indicação (fundo verde, para indicar vias; ou fundo azul, para indicar a quilometragem);

 

 

 

Serviços Auxiliares (fundo azul claro), que indicam aos usuários da via os locais onde os mesmos podem dispor dos serviços indicados.

 

 

 

Fique de olho nas placas e siga seguro ao seu destino!

Boletim Estatístico ajuda a compor o cenário do trânsito brasileiro nos três primeiros meses do ano

23/05/2013 Por:

Foi divulgado o mais novo Boletim Estatístico com os números do Seguro DPVAT. Inicialmente os dados, referentes ao primeiro trimestre de 2013, chamam a atenção, afinal, foi registrado um crescimento de 28% no número de indenizações pagas em comparação com o mesmo período de 2012. De acordo com a Seguradora Líder DPVAT, administradora do Seguro no país, nos primeiros três meses do ano foram pagas 124.846 indenizações entre as três coberturas do DPVAT – morte, invalidez permanente e reembolso por despesas médico hospitalares. As indenizações por invalidez permanente representaram 68% deste número.

Apesar de representar apenas 27% da frota nacional, conforme dados oficiais do DENATRAN, o percentual de vítimas indenizadas em decorrência de sinistros envolvendo motocicletas somam 70%. Vale lembrar que os usuários do veículo de duas rodas estão muito mais expostos ao risco de sofrerem lesões graves em casos de acidentes. Para efeito de comparação, os automóveis, que representam a maior parte da frota de veículos (60%), foram responsáveis por 24% das indenizações.

O perfil das vítimas permanece constante: 77% dos benefícios foram pagos para vítimas do sexo masculino.  Os números são ainda mais impactantes quando analisamos apenas o universo masculino, pois 72%  das vítimas indenizadas compõem a faixa etária economicamente ativa (homens com idades entre 18 e 44 anos).

Mapa de acidentes no país

Mesmo com uma queda de 1% em relação entre janeiro e março de 2012, os dados ainda preocupam: foram pagas 14.349 indenizações por morte em 2013, o que significa mais de 150 benefícios por morte a cada dia deste ano.

A Região Sudeste foi a que mais recebeu indenizações por morte no país. São Paulo, estado que tem a maior frota de veículos do país com 30,5%, liderou esta estatística com 17,2% dos benefícios de morte no Brasil. Os dados apontam os automóveis responsáveis por 53% dos acidentes fatais indenizados no Sudeste e as motocicletas, por 32%.

Representando 43% da frota de veículos do Nordeste, as motocicletas representaram 81% das indenizações pagas por invalidez permanente no período analisado. A região foi a que teve maior incidência deste tipo de indenização, com 32%. Em seguida, o Sudeste com 24%.

Medidas de segurança para motoboys evitam acidentes

16/05/2013 Por:

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por meio da resolução n.º 356, determinou novas regras para o exercício da profissão de motoboy e mototaxista. As regras entraram em vigor em fevereiro deste ano e buscam trazer mais segurança para o dia a dia desses profissionais, mas muitos ainda não se adequaram à nova realidade. As regras federais incluem a compra de um kit de segurança para as motocicletas, além de exigir um curso de capacitação para exercer a profissão.

Os condutores também devem ser maiores de 21 anos, estar habilitados na categoria A há pelo menos dois anos, adaptar a motocicleta com antena corta-pipas e aparador de pernas e usar colete refletivo e equipamentos de proteção individuais como cotoveleiras, joelheiras e luvas.

Veja outras exigências que devem ser cumpridas por motoboys e mototaxistas:

– Ter o Condumoto (documento obtido após passar por curso de capacitação);

– Ter menos de 20 pontos na carteira de habilitação;

– A moto deve ter até oito anos de uso e deve ser licenciada como veículo de aluguel destinado ao transporte de carga;

– O baú deve conter o nome da empresa, telefone para reclamações e número da licença.

Essas são ações que podem ajudar a diminuir o número de acidentes registrados com motoboys nas cidades brasileiras. Dados da Seguradora Líder DPVAT apontam que em 2012 os motociclistas receberam a maior parte das indenizações pagas do Seguro DPVAT, representando 69%.

Vamos reverter esse quadro! Mais segurança para motoboys e passageiros. Mais segurança no trânsito.

Mais de 270 mil pedestres morrem atropelados no mundo

13/05/2013 Por:

Está terminando hoje a Segunda Semana da Segurança Global, com a participação dos países signatários da ONU que abraçaram a Década de Ação pela Segurança no Trânsito. Nesta edição, o evento teve como foco os pedestres. Momento bastante oportuno  para reflexão e conscientização.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou dados que apontam que mais de 270 mil pedestres morrem atropelados por carros no mundo todos os anos. Além disso, a agência de saúde da Organização das Nações Unidas (ONU) considerou que as mortes de pedestres representam 22% do total de óbitos em acidentes de trânsito no mundo. Somente no ano passado, acidentes automobilísticos mataram 1,24 milhão de pessoas.

 Os ciclistas também estão sendo alvos frequentes de atropelamentos. De um tempo para cá, a cidade do Rio de Janeiro tem registrado casos alarmantes que foram fatais para as vítimas, como o do triatleta Pedro Nikolay, que foi atropelado por um ônibus, na praia de Ipanema, quando treinava para participar de uma competição internacional.  Semana passada, um adolescente morreu na Barra da Tijuca e outro ficou ferido em Vargem Grande. Ambos estavam em suas bicicletas.

A OMS defende a implementação de normas que proporcionem mais segurança a pedestres e motoristas como a redução dos limites de velocidade, a construção de calçadas, a melhora da iluminação viária, a fiscalização ao consumo de bebidas alcoólicas por motoristas e restrições ao uso de telefones celulares. Vamos divulgar essas informações e fazer com que as questões de segurança no trânsito sejam discutidas com muita seriedade. Podemos evitar que mais vidas sejam perdidas nas ruas e estradas das cidades. É só fazermos a nossa parte.

Sinal vermelho, aprenda a respeitar!

09/05/2013 Por:

Um mapeamento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), em São Paulo, demostra um dado preocupante: o sinal vermelho de trânsito é desrespeitado 22 vezes a cada hora na capital paulista. São 536 veículos multados por dia por ultrapassarem cruzamentos com o semáforo fechado e em 2012, esse número chegou a 196.364 no total ao longo do ano.

Já no Rio de Janeiro, de acordo com dados divulgados pela ONG Rio Como Vamos, o número de infrações registradas por avanço de sinal vem diminuindo desde 2010, mas ainda representa uma situação alarmante. No ano passado, a luz vermelha do semáforo foi desrespeitada 299.362 vezes, demonstrando uma diminuição de 19,95% em relação a 2011, em que foram registradas 373.958 infrações dessa natureza. Isso comprova o quanto os motoristas cariocas estão imprudentes, aumentando o risco de acidentes de trânsito.

Esse é um problema que preocupa moradores de todas as cidades do Brasil. O respeito à sinalização é fundamental para que pedestres, ciclistas e motoristas tenham uma boa convivência nas vias de trânsito. Condutor, se notar que o sinal está amarelo, diminua a velocidade. Serão apenas poucos minutos parado que garantirão que você chegará com segurança ao seu destino. Pedestre, quando o sinal ficar vermelho, aguarde um momento para certificar-se de que todos os veículos respeitarão o semáforo. Pequenas atitudes podem fazer uma grande diferença!

Queremos aproveitar a proximidade com o Dia das Mães para desejar um ótimo domingo para todas as mamães leitoras do nosso blog. Que a vida de vocês seja repleta de carinho e amor! E também não se esqueçam de que praticar a segurança no trânsito é uma forma de cuidar e educar as nossas crianças. Feliz Dia das Mães!

 

Fonte: site Diário de São Paulo e site ONG Rio Como Vamos

Segunda Semana da Segurança Global da ONU de Segurança no Trânsito começa hoje!

06/05/2013 Por:

Começa hoje a Segunda Semana da Segurança Global da ONU de Segurança no Trânsito, que acontecerá até o dia 13 deste mês, em todos os países signatários do organismo internacional e que adotaram a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020 como um compromisso com a sociedade, o Brasil inclusive.  O tema central é a segurança dos pedestres e cabe às autoridades oficiais promover a divulgação e o engajamento da população nessa causa, que visa alertar sobre os riscos que os pedestres correm no trânsito das cidades e diminuir os acidentes em que estão envolvidos.
De acordo com dados da Seguradora Líder DPVAT, a maioria das indenizações para acidentes envolvendo automóveis e caminhões, no ano passado, foi para pedestres (52% e 41%, respectivamente), ou seja, eles foram as maiores vítimas. Do total de indenizações do Seguro DPVAT em 2012, 25% foram destinadas a acidentes com vítimas pedestres.

Existem princípios básicos para a segurança do pedestre como observar o tráfego e olhar atentamente em todas as direções ao atravessar a rua, mas alguns cuidados adicionais podem ajudar a minimizar o risco de acidentes como:

– Não atravessar uma via se o sinal estiver aberto para carros;
– Utilizar as passarelas nas grandes avenidas ou rodovias;
– Sempre atravessar na faixa de pedestres;
– Evitar descer do ônibus fora do ponto. Quando isso acontecer, prestar a máxima atenção se não estão passando ciclistas ou motociclistas pela lateral do veículo.

Fique atento à programação da sua cidade e participe! A conscientização é a melhor maneira de transformarmos as estatísticas para melhor e construirmos um trânsito com mais segurança e educação.

Como funcionam os amortecedores e qual é a hora certa de trocá-los

02/05/2013 Por:

O amortecedor é um equipamento muito importante para garantir a segurança do veículo. As primeiras consequências de danos a esse item são a perda de estabilidade e o desgaste prematuro dos pneus. Por isso é muito importante estar atento à hora de trocá-lo.

Alguns fabricantes afirmam que é mais provável que o condutor precise realizar a troca dos amortecedores a partir dos 40.000km rodados. Mas especialistas dizem que não é possível estipular um prazo exato de validade, pois há variáveis como o modelo do carro, o tipo de terreno que o motorista costuma enfrentar com mais frequência, o nível de carga que carrega e o modo de dirigir. Ou seja, pode ser que seu equipamento precise ser trocado bem antes desse limite.

Uma das funções dos amortecedores é evitar que a carroceria do carro balance de forma excessiva e perigosa, por isso eles devem estar em bom estado, para garantir o equilíbrio do veículo. A forma como o carro se “comporta” em determinadas situações também pode indicar problemas nos amortecedores, como por exemplo, queda na estabilidade em curvas, aumento da distância para frenagem, desgaste de pneus e peças da suspensão, aumento do risco de aquaplanagem e balanço excessivo e vibrações.

Faça revisões periódicas a fim de detectar o menor sinal de desgaste dos amortecedores.  Se não for possível substituir todos os amortecedores, troque ao menos os pares dianteiros ou traseiros. Especialistas informam que manter um novo e um desgastado no mesmo eixo pode comprometer a segurança em freadas. Fique atento e escolha os caminhos menos irregulares quando estiver conduzindo seu veículo. Quanto menos os amortecedores trabalharem, mais vão durar. Em terrenos difíceis, o ideal é transitar mais devagar e superar as lombadas em velocidade compatível.

Garantir uma boa conservação do veículo é um papel importante do condutor que zela por segurança. Faça o que está ao seu alcance para diminuir os riscos de um acidente de trânsito!