Arquivos mensais: fevereiro 2013

Indenizações pagas pelo Seguro DPVAT em 2012 crescem quase cinco vezes mais que o aumento da frota de veículos

28/02/2013 Por:

A Seguradora Líder DPVAT acaba de divulgar o balanço com as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT de janeiro a dezembro de 2012. No período, foram contabilizadas 507.915 indenizações pagas por morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares, representando um aumento de 39% em relação ao ano de 2011. O crescimento do número de indenizações em 2012 foi superior ao aumento da frota, que ficou em  7,9%, quando comparado com 2011, chegando a 74,4 milhões de veículos.

Para a Seguradora Líder DPVAT, administradora do seguro no país, o aumento acentuado das indenizações pagas é impulsionado pelo crescimento de pedidos de invalidez permanente, além de um maior conhecimento da população sobre o acesso ao benefício. “A quantidade de pessoas que recebem a indenização por invalidez permanente aumentou principalmente devido ao alto número de motociclistas que estão muito mais expostos aos impactos de um acidente. Também temos realizado uma série de campanhas educativas para a população brasileira sobre o direito ao Seguro DPVAT. A Seguradora expandiu os locais de atendimento para a vítima dar entrada no pedido de indenização com a parceria com os Correios”, afirma o diretor-presidente da Seguradora, Ricardo Xavier.

Embora representem 27% da frota nacional de veículos, as motocicletas foram responsáveis por 69% das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT em 2012. Nestes casos, 72% das vítimas são os próprios motociclistas.  Os automóveis, que respondem por 60% da frota nacional de veículos, foram os responsáveis por 25% das indenizações pagas em 2012. Para os acidentes indenizados ocasionados por automóveis, 52% das vítimas foram pedestres. De todas as indenizações pagas em 2012, 58% dos beneficiários foram os motoristas.

O perfil das vítimas que receberam indenização permaneceu estável. A grande maioria é composta por homens de idades entre 18 e 34 anos, representando 40,97% Os homens representaram 77% das indenizações pagas. A maior incidência das vítimas de ambos os sexos foram os motoristas, totalizando 58% sendo 45% destes, do sexo masculino.

 O Nordeste foi a região com maior quantidade de indenizações do Seguro DPVAT – 29%, quando comparado com as outras regiões. A liderança se deve aos acidentes com motocicletas que totalizaram 65% dos pagamentos. A região Sul vem logo a seguir com 28%.

Os dados acima só reforçam o cenário da violência no trânsito brasileiro, que mata mais que muitas guerras, doenças e epidemias, além de deixar pessoas inválidas e famílias marcadas para sempre. Precisamos mudar essa realidade.

Blog comemora 1 ano com dicas e informações para construirmos um trânsito seguro

25/02/2013 Por:

 

Queridos leitores,

Queremos dividir com vocês uma importante comemoração: o aniversário de um ano do blog Viver Seguro no Trânsito! Durante esse tempo, compartilhamos muitas informações e dicas sobre segurança e educação no trânsito por aqui. É o nosso objetivo alertar sobre medidas de prevenção contra a violência que vivemos em nossas ruas e estradas, causa de tantas mortes prematuras e de ferimentos incapacitantes, principalmente na população de jovens no mundo.  O Brasil já é o terceiro país em mortes no trânsito.

Desde o nosso lançamento, os posts mais populares foram o da Lei Seca para remédios, as pequenas distrações que podem ser arriscadas, o sono que afeta a segurança do motorista e como proceder em acidentes de trânsito. Tivemos também posts especiais para a Semana Nacional de Trânsito, informações sobre a Década de Ações para a Segurança no Trânsito, sobre os movimentos Não Foi Acidente, Parada – Pacto Nacional pela Redução de Acidentes e da Frente Parlamentar do Trânsito Seguro.

Com duas atualizações semanais, todas as segundas e quintas-feiras, o blog apresenta  assuntos que estão relacionados ao dia a dia de motoristas, passageiros e pedestres.  Desde que foi lançado, o blog “Viver Seguro no Trânsito” vem registrando um crescimento no número de visitantes. Em um ano de existência, recebeu mais de 50 mil visitantes.

A educação no trânsito é fundamental para construirmos um espaço mais seguro para nossa família e amigos. Vale lembrar também que o blog é administrado pela Seguradora Líder DPVAT, por isso, vocês também sempre encontrarão por aqui dados estatísticos e informações sobre o Seguro DPVAT.

Agradecemos a participação de vocês que nos acompanham, comentam, curtem e compartilham o nosso conteúdo.

Juntem-se a nós também nas redes sociais:

Facebook:  www.facebook.com/DPVAToficial

Youtube: www.youtube.com/DPVAToficial

Twitter: www.twitter.com/DPVAToficial

Transporte escolar com segurança: vamos ficar atentos!

18/02/2013 Por:

A volta às aulas pode trazer muitas novidades para as crianças, entre elas, começar a ir sozinho para a escola. Veja algumas dicas que podem ajudar a escolher um bom transporte escolar para os filhos ou reforçar as orientações de segurança para aqueles que irão andando para o colégio.

No caso das vans e ônibus escolares é importante observar se o veículo possui autorização do Detran para exercer o transporte das crianças e se o motorista possui habilitação na categoria D. Além disso, o veículo deve ter  uma faixa amarela com a inscrição “ESCOLAR” em toda a extensão das partes laterais e traseira e todos os bancos devem ter o cinto de segurança em perfeitas condições de uso.

O ideal é que os pais orientem os filhos para que eles permaneçam sentados durante todo o tempo e não esqueçam de colocar o cinto de segurança assim que entrarem no veículo. Brincadeiras e outras atitudes que podem tirar a atenção do motorista devem ser evitadas.

Para os pais cujos filhos farão o percurso à pé, a dica é ensinar a criança a andar na rua com algumas orientações simples como olhar várias vezes para os dois lados antes de atravessar a rua e continuar atento enquanto atravessa. Usar a faixa de pedestres sempre que possível. Mesmo com o sinal fechado, aguardar para ter certeza de que todos os carros irão parar. Alguns motoristas imprudentes “furam” o sinal e podem colocar a segurança da criança em risco.

Outra boa dica é fazer o trajeto junto com o filho nos primeiros dias, sinalizando todos os pontos em que ele deve prestar atenção, para que ele já fique mais familiarizado com o caminho.

Educação é muito importante. Também no trânsito! 

É Carnaval! Vamos festejar com alegria e segurança!

07/02/2013 Por:

Já estamos entrando no clima de carnaval e não podemos deixar de reforçar algumas dicas para aproveitar os dias de folia com segurança. Lembre-se que é preciso dirigir com responsabilidade nas estradas e ruas de todo o país para não entrar numa triste estatística. No carnaval do ano passado, por exemplo, 776 indenizações por morte no trânsito foram pagas pela Seguradora Líder DPVAT.  Destas indenizações, 54,6% foram pagas aos beneficiários dos motoristas. Pela primeira vez, desde 2006, o número de ocorrências com vítimas fatais por motocicletas superou a quantidade de vítimas por automóveis no período que compreende a sexta-feira até a quarta-feira de Cinzas.

Os homens continuam sendo as maiores vítimas fatais, respondendo por 81% das indenizações pagas por morte no carnaval pelo DPVAT. Destas vítimas masculinas, 41,05% têm idade entre 18 e 34 anos.  A Região Nordeste, pelo segundo ano consecutivo, registrou mais ocorrências de morte durante o período estudado, totalizando 267 sinistros. Em seguida, está a região Sudeste, que totalizou 258 mortos. A incidência de pagamento de indenização no Nordeste e Sudeste está relacionada com o maior número de festividades e opções de lazer oferecidas no carnaval, além do considerável número de motocicletas que circulam nessas regiões.

Segundo o diretor-presidente da Seguradora Líder DPVAT, Ricardo Xavier, as estatísticas ajudam a mapear o perfil das vítimas no trânsito e alertar a população. “Lamentamos tantas mortes e, principalmente, pela maioria delas ser de pessoas tão jovens. Os motoristas e pedestres devem redobrar a atenção nas estradas e rodovias neste período de folia para evitar a ocorrência de acidentes como os que estamos verificando nos últimos anos”, diz Xavier.

Para que este ano seja diferente, alguns cuidados especiais são muito importantes para evitar acidentes. Respeite os limites de velocidade das vias e só realize ultrapassagens de forma segura. Faça uma revisão completa no veículo. Não se esqueça do cinto de segurança e certifique-se de que todos os ocupantes o estejam utilizando também. E não conduza o veículo se tiver ingerido bebida alcóolica.

Não brinque com a vida. Aproveite o carnaval com muita alegria e segurança!  

Uso do cinto de segurança em ônibus de viagem diminui bastante a chance de morte num acidente

04/02/2013 Por:

Usar o cinto de segurança é obrigatório e pode salvar vidas. Essa é uma afirmação que todos conhecem. Mas muitas pessoas esquecem que o uso do cinto de segurança é fundamental também nas viagens de ônibus. De acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional de Transportes (CNT), somente 2% dos passageiros de ônibus de viagem utilizam o acessório. E dados divulgados pela  Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) revelaram  que, em  caso de acidente, o equipamento diminui a possibilidade de morte em 75%.

A legislação de trânsito determina a instalação de cintos em todas as poltronas de ônibus fabricados a partir de 1999 ,— e o uso do equipamento de segurança pelos passageiros é obrigatório. E caso os passageiros não estejam utilizando o cinto, o motorista do veículo pode ser multado.

Além de evitar que o passageiro bata a cabeça no banco da frente ou nas divisórias do veículo, o cinto também impede que a pessoa seja lançada dentro ou mesmo para fora do salão de passageiros, evitando que as consequências de um acidente sejam muito mais graves.

Com a proximidade do feriadão de Carnaval, a preocupação com o risco de acidentes aumenta, pois esse é um dos períodos de maior circulação de ônibus nas estradas brasileiras. Muitas pessoas desconhecem a obrigatoriedade do uso do cinto e outras esquecem de fixar o acessório assim que a viagem começa.

É importante prestarmos atenção nessa questão, pois existem muitos motivos para usar o cinto de segurança e nenhum para não usar. Vamos divulgar essa informação e contribuir para aumentar cada vez mais a segurança de todos que trafegam pelas vias.